"Saboreando o que é teu"



Degustando o seu membro que me acolhe
me perco em vontades e desejos.

Nesse momento em nada penso,
somente sinto o doce mel que vertes,
que a minha boca sem medos acolhe.
Debruço-me sobre o teu corpo sem medos
Para não me cansar
Enquanto a minha língua sacia a tua tesão por mim.
Chupando e lambendo o teu sexo,
teus dedos correm o meu corpo todo chegando ao...
Tu já sabes aquele canto em que me perco
Em gemidos e sussurro
Porque não sou de gritos.
Quando vejo o teu corpo desnudo,
Sei que a noite vai ser linda
Seja onde for, 
seja em casa ou na rua 
o que nos importa é saciar o desejo que temos
e que sentimos no momento.
Quero-te nos meus lábios,
Quero-te na minha boca, 
Quero-te debruçado nos meus seios
Quando não tivermos mais forças para nada.
Não me negues o teu membro, 
que eu não te negarei o meu desejo.
Saboreando o que é teu, neste momento passa a ser meu...

Poemas Eróticos da Cryslove, 18 de Dezembro de 2012
...Cryslove

A culpa




Porque que os que tem coração de ouro é que são os únicos a sofrer em duplicado pelo que fizeram e pelo que não fizeram?
Porque que a culpa nos persegue quando queremos ser felizes?
A nossa consciência é uma minibomba que nos flagela até quando estamos a dormir.
A culpa de…, o arrependimento de…, mata-nos por dentro fazendo nos crer que não somos dignos de voltar a ser feliz, que não somos merecedores de amar ou ser amado por alguém, mas isso é um embuste.
Neste mundo há espaço para tudo, há espaço para errar e arrepender, há espaço para fracassar, há espaço pra perjurar, pra decepcionar, para lograr, para amar, para negar o que se sente, há espaço pra crescer mas a culpa tem que ocultar-se.
Todos nós erramos, todos nós já fizemos algo que não devíamos ter feito, já amamos enquanto estávamos com outro, já iludimos pra puder ficar, já fizemos promessas que fomos incapazes de cumprir, já maltratámos pessoas que amávamos por não estarmos bem, por termos chegado ao nosso limite, ou seja, neste mundo há espaço para tudo mesmo que não seja encantadora, nós sempre haveremos de errar e arrepender, mas contudo será sempre uma lição a aprender pra nunca voltarmos a esquecer ou repetir.
Se os assassinos têm direito ao perdão, tem direito de recomeçar porque que os sofredores e os causadores delas têm de viver com a culpa para o resto da vida? É óbvio que o sentimento de culpa vai sempre ficar cá dentro, mas isso não nos pode obstruir de andar pra frente, não nos pode estorvar de sermos felizes e de voltarmos a amar outra vez, a vida não veio com um livro de instruções, por isso temos de viver da forma que conseguirmos, até percebermos o que é certo e o que é errado.
Por isso larguem as dores do passado e segurem o presente, por algum motivo é passado, porque já passou e já não volta mais, se o passado não deu certo e se os dois querem e se os dois amam lutem, construam um novo presente. Não fiques com nada por dizer, com nada por fazer, porque o futuro é uma incógnita e até lá muita coisa pode mudar.
Não deixes a culpa assombrar-te porque ela só te faz sentir cada vez mais pequenino..
P.s. Toda gente tem direito a uma nova oportunidade de ser feliz e de se compensar, toda gente tem direito de reprincipiar uma nova vida sem medos e sem culpas…usa a culpa como uma lição e não como um karma.
E se não queres, não iludas, se não sabes cumprir promessas, não as faças, testa o teu limite mas não as suplantes, e não deixes que o passado assombre o teu presente.
Tudo mundo tem direito de errar e de recomeçar, porque é a errar que se aprende. 

Desabafos de um coração, Crys love, 11 de novembro de 2012

Desabafos


                                                Gosto de mim,por isso vou fazer dieta



Não quero cogitar nas dores que vou provocar, não quero pensar em quantas pessoas me vão repudiar e abominar, não quero saber quantas pessoas que irão ficar para trás, só tenciono cuidar, tratar de mim, só quero voltar a sentir-me leve. Quero desprender dos fardos aquilatados que existem na minha vida que me tornam mais espinhosa.
Nunca fui de dietas, mas esta dieta é no mínimo apetitoso e é me muito necessário, tenho andado miserável, instável, triste, a cair aos bocados por dores que nem eu entendo, com tristezas que não deviam ser as minhas, com uma dor que faz o meu coração ficar cada vez mais pequenino e apertado quase parece que ele me vai saltar pela boca… vai-me custar tanto mudar, voltar ao que era que nunca agradou a ninguém, mas estou preparada para que voltem a chamar-me de arrogante, antipática, anti-social, directa até demais, fria e insensível entre outras coisas que tanta gente diz mas que a mim não me diz nada.
Preciso de mudar, preciso de ganhar forças nem que pra isso tenho de voltar a ser fria, nem que para isso tenha de afastar-me de toda gente até me sentir mais limpa, mais leve, mais capaz de erguer a “bandeira” que é o meu sorriso, que é a coisa mais valiosa que tenho, porque quando sorrio, sorrio com alma e com o coração, sorrio com a sinceridade e honestidade que me caracteriza.
Este mês de Outubro o mês das depressões e desilusões será o início da minha dieta, vou-me livrar de pensamentos que me matam sem matar, vou-me livrar das pessoas que tentam destruir o meu sorriso e a minha vida, vou-me livrar de recordações que não fazem falta, vou-me livrar daquilo que perturba o meu sono e o meu bem-estar, vou-me livrar de tudo que vem por mal e não pelo bem, vou me livras das minhas aflições, tormentos e inseguranças, vou-me livrar daqueles que querem ofuscar o brilho do meu olhar, e daqueles que tentam tornar a minha vida mais difícil de suportar. Com todos esses novas receitas vou-me tornar mais forte, vou voltar a brilhar sem precisar de ninguém na minha vida, vou voltar a ser destrutível, fria mas FELIZ e com menos X de problemas, com mais X de qualidade de vida LOL

Desabafos da Crys
19 de Outubro de 2012

                                        

Reflexão nº1



"Há maridos, namorados e amigos que só sabem estar do teu lado nos bons momentos, nos maus nem tanto. Não é por desapego, nem por insensibilidade, eles simplesmente atacam e se afastam porque não sabem o que fazer ou dizer.
Por vezes um simples abraço apertado, quente e forte cura-nos e ajuda-nos, até o facto de parar e olhar nos teus olhos mas com olhos de ver e com um sorriso, chega para nos deixar amparadas e seguras. Pensem nisso!! "

04 de Outubro de 2012


Cryslove...

"Estou a desanimar"



Correndo por entre as brumas do meu coração tento descobrir o que me faz falta neste mundo, por vezes sinto que não é aqui que pertenço...que não é aqui, que não é ali nem acolá, é em parte alguma.
Se estou perdida?! Creio que sim, cada vez mais perdida e distanciada de mim mesma, mas não o mostro, só uma alma sabe como estou mas mesmo assim as vezes erra, mas também como é que alguém me vai conhecer se eu não me dou a conhecer.
Cada dia que passa sinto-me a afogar nos meus pensamentos estúpidos que só me tentam matar em vez de me salvar da monotonia dos dias sem magia que tenho vivido.
A vontade de escrever tornou-se pouca, porque não me agrada as linhas que escrevo, já não são tão fortes como antes, já não mostram tanto como eu sou, estou a enfraquecer e a perder o que mais me aconchegava nos momentos de solidão e inconformação, mas já nem a escrever me sinto bem...estou tão perdida que não me sinto bem em lado nenhum nem com os meus amigos que fazem tudo para me tirar um sorriso que morre muito rapidamente, o que escrevo perde-se levemente como se o vento estivesse por trás a soprar cada linha que escrevo porque não é merecido ficar gravado em linhas de papel vagas.
Quero sair deste buraco que me sufoca que me enterra vezes sem conta, quero sair daqui, juro que quero.
Quero ganhar forças, quero voltar a querer escrever, quero voltar a sorrir sem medo que o meu sorriso fique amarelo, quero me perder no mundo com o único objectivo de ser FELIZ!!! 

Desabafos de uma cabeça meio perdida, "Desanimo", 30 de Setembro de 2012

Cryslove...

"I have to go"


Sempre pedi para que não se afastassem de mim e no entanto hoje sou eu que estou a afastar a largos e leves passos para que não me vejam a partir. 

Também não sei quantos é que se iriam importar com o facto de ter partido, também não sei quantos é que iriam notar que eu me afastei, para alguns talvez fosse um alivio ou até menos um peso sobre os seus ombros.
Como já havia escrito, estou cansada, sem forças para prosseguir, cada dia que passa é mais um dia de tormento, não quero estar aqui enquanto me sentir assim.
Não quero acordar, mas também não quero dormir, pouso a cabeça sobre o travesseiro e sinto o travesseiro húmido e o meu rosto molhado, algo em mim está errado, estarei mesmo a chorar? Isto serão mesmo lágrimas? Se são?? São lágrimas de quê preciso de saber?? já não sabia o que era chorar, porque me tinha fechado e tinha tornado forte que acabei por me esquecer que tinha sentimentos, de tanto mostrar que sou forte, as pessoas esqueceram que eu posso ter sentimentos, que eu posso sofrer mesmo que não mostre que eu sou tão humana quanto eles.
Posso não passar o tempo todo a chorar ou a lamentar mas isso não faz de mim menos sensível, eu sou uma combatente entrei em guerras duras e sempre perdi, mas não desisti e continuo aqui a lutar por mais um dia, por mais uma vitoria que posso vir a conquistar.
Não me quero sentir assim, quero me curar-me, quero encontrar-me..perdi o meu porto seguro, que em tempos era o que tinha de mais seguro, hoje quase parece um erro...mas talvez seja a minha mente triste a queixar de tudo que me dão ou não.
Até quero deixar de escrever porque já não aguento a tristeza que encontro em cada linha que escrevo. A minha poesia cheia de  rimas transformou-se em textos, páginas de um diário.
Tenho saudades de mim, tenho saudades daquele que so me dá silêncio, tenho saudades de me sentir especial.
Tenho mesmo que me afastar de tudo e todos porque estou a sufocar-me e não estou a dar o melhor de mim as pessoas que me querem ver bem.
Estou tão cansada, estou exaustaa....


Desabafos de uma mente insana,"i have to go", 27 de Setembro de 2012

Cryslove...

"Mais um desabafo desta cabeça perdida"




Admiro a tua força, admiro a tua garra, mesmo na adversidade não deixas que te falte um sorriso na cara.

Gostava de ser tão forte como tu és.
Não sei se ficaste contente ou não por ter ido te ver naquele momento em que todo o carinho verdadeiro é necessário. Também é verdade depois de tanto tempo sem me veres é estranho reencontrarmos naquele momento de despedida, de um ultimo adeus. Tive pena de não saber antes para te apoiar e para te ajudar a abstrair um pouco de tudo que estava a tua volta.
Cada dia que passa surpreendes-me mais, gosto de ti e quero que permaneças na minha vida por muito mas muito tempo, os nossos feitios chocam, porque em certos pontos somos parecidos e acabamos por ferir um ao outro sem dar por isso.
Já gostei muito de ti, mas também já te odiei tenho de admitir, porque és daquele que quando fica em silêncio é porque algo se passa, é porque algo está errado mas no entanto não falas, somente te afastas.
Não sei lidar com o teu silêncio é um facto, mas também não sei lidar com a tua ausência.
Desculpa por não ter estado mais presente, desculpa o meu mau feitio, desculpa por não saber facilitar até nas coisas que eu quero.
Espero que saibas que tudo o que digo é verdade, so espero que saibas que tudo que tenho escrito neste blog pra ti é o meu mais profundo eu a libertar verdades que a minha boca ainda se nega a dizer. Adoro o facto de tu saberes quando escrevo pra ti ou para outra pessoa.
Desde que percebi que lês e que sabes que é de ti estou a falar ganhei mais gosto, mais vontade de dizer e de escrever para ti. Porque como sabes sou boa a escrever, mas quando é para falar eu engasgo-me sempre (lol) também é verdade que deixei de fazer poesia e passei a agarrar a prosa mas não importa. Porque assim sei que não ficaram duvidas do que sinto por ti, que nunca vai mudar, sempre irei ter um carinho especial por ti quer faças parte da minha vida ou não.
So peço que me digas quando vais afastar, que me digas o porque do teu silêncio para que não te incomode. Gosto sempre de saber de ti.
Prefiro um oi seco do que nada, espero que saibas que não estou a cobrar nada que apenas estou a desabafar e a finalmente a admitir EU GOSTO DE TI, o certo é que isto não vai mudar nada creio eu. Porque a tua amizade vale me muito mais do que não ter nada.

Desabafos do coraçã, "mais um desabafo desta cabeça perdida", 20 de Setembro de 2012


Crys love...


"Preciso de descansar"

Com humor de cão, com vontade de desaparecer, de me esconder sem que ninguém me encontre. Tudo isso com o propósito de eu poder conseguir respirar sem me engasgar com os problemas que me circundam. 
Estou a mudar e não estou a gostar do que estou a tornar-me, eu era forte, eu era aquela que não caia mesmo que metessem o pé á frente. 
Eu hoje choro, eu hoje caio, me sufoco, me prendo e me perco com medos e com vontades.
Sinto-me fraca sem saber para onde ir, quero ir mas tenho de ficar, o que me prende?! a minha incapacidade de abandonar quem eu gosto por mais mal que eu esteja. 
Eu gosto de ti mas o meu gostar de ti está a fazer-me mal, está a matar-me lentamente.
Não sei se me afaste neste momento sabendo que tu precisas de mim por perto, talvez cuide ti e quando estiveres bem eu irei fugir de ti, de mim, do mundo. 
Preciso de descansar e pensar!!
Preciso de me encontrar, hoje não é está pessoa que eu quero ser, ainda preciso de conhecer muita coisa, preciso de entender muita coisa antes de me tornar nesta pessoa sensível e em certa parte fraca, há quem diga que gostar e ser sensível não é uma fraqueza, mas para mim é, porque deixa-me aquém de mim, não me deixa pensar com clareza e sabedoria.
Não me importo de voltar a ser fria, arrogante se isso significa que vou ser mais forte e vou saber lidar com todas as adversidades, e quem gostar realmente de mim, terá de aceitar esse campo que foi meu durante anos, que só mudou agora porque abri demasiado o meu coração.
Vou voltar a mudar, a muitos não vai agradar, mas eu preciso de mudar porque estou a ficar cansada e desgastada, já não tenho forças para nada, nem para estar ao lado dos meus, aqueles que eu tanto gosto e que já nem isso consigo mostrar. Estou a sufocar, estou realmente a matar-me lentamente.

Página de um Diário, "Preciso de descansar", 16 de Setembro de 2012
Cryslove...

"Esperei por ti"



           “Esperei por ti”


Não vou mentir que já esperei por ti, eu sei que hoje não estou sozinha, mas quase destrui isso na esperança do que me estavas a dar era para avançar. Ao mesmo tempo que gosto de ti, consigo odiar-te e desejar que desapareças de minha vida sem uma palavra, mas mesmo assim anseio ver-te á minha frente para provar (fingir) que não quero saber de ti, que estou bem sem ti. Ou talvez a minha real vontade seja chegar perto de ti e beijar-te e tirar todas as obstinações que vão dentro de mim.
Eu esperei muito por ti, talvez tenha esperado um ano, talvez mais, talvez menos… Não sei.
Aquela noite diferente (no “festival” ) só veio intensificar o que sentia por ti, mas entre erros e má comunicação foi tudo por água-abaixo, talvez por tua culpa, talvez por minha, talvez tenha sido dos dois, não sei até hoje não consegui perceber.
Perdi noites a pensar em ti, a pensar como seria, perdi noites a tentar perceber o porque de as coisas não terem acontecido… Não tivemos muitos momentos juntos (por minha culpa) mas os poucos que tivemos não me consigo esquecer.
O que me fez gostar de ti, foi a tua forma de ver as coisas, a forma como sorris mesmo quando nem tudo está bem, as nossas conversas também puxaram muito pelas nossas vontades e desejos, tantas coisas de que gosto em ti que nem te sei dizer. Fecho os olhos e vejo o teu sorriso que tanto me confortou naquele momento em que quis desistir, fecho os olhos e ainda sinto o teu calor, o teu cheiro, as tuas risadas, o teu toque, tudo aquilo que podia ter, mas que deitei fora por caprichos e medo.
Mas tenho que admitir que sofri muito com o teu silêncio, não te estou a cobrar nada, somente queria puder estar do teu lado quando estavas mal ou relaxar-te quando vinhas stressado do trabalho.
Estes três meses que deixaste de falar, asseverei-me que te iria esquecer e esqueci ou pensei ter esquecido, mas voltaste e provocaste em mim um remoinho de sentimentos.
Não saber quanto tempo vais ficar intriga, as tuas idas e voltas magoam-me e me confundem.
Mas o que é certo que eu cresci, mas há coisas em mim que não mudaram.
Não estou a espera de promessas nem de mensagens bonitas…sinceramente não sei do que estou á espera.

Desabafo nº 3, "Esperei por ti", Cryslove, 13 de Agosto de 2012

Encontrei!


Encontrei!!



Encontrei em ti
O que tanto pedi,
Mas que so hoje recebi.
Encontrei em ti…

Um abraço,
A fuga do meu cansaço,
A cura dos meus estilhaços,
A razão dos meus passos.

Encontrei
Encontrei um sorriso,
Um abrigo,
Um amigo.

Um ser fidedigno,
Meu novo inquilino
Naquele canto,
Que nem sempre é um encanto.

É difícil de ti não gostar,
De contigo não querer estar.
É difícil querer ficar e não puder,
Porque o fim é sempre de prever.

Enquanto puder o meu coração vou proteger,
De todo o mal que possa fazer sofrer.

Sei que não devia temer,
Mas sim viver.
Mas prefiro não sentir,
Do que dar o que não posso dar.

Mas encontrei alguém que me mudou,
Que essas barreiras quebrou.
Encontrei alguém que me faz feliz,
E que me fez perceber porque era infeliz.

Foi em ti que encontrei,
Um sorriso verdadeiro,
Um abraço conselheiro,
Um poeta mensageiro.

Obrigado meu amigo,
Obrigado meu Parvito.


Julho a 6 de Agosto de 2012

"O que precisas de saber"

   "O que precisas de saber"


   Cedo um pouco de mim para que possas entender quem eu sou.
  Não sou super feliz, mas também não sou infeliz.
 Não falo alto, nem grito se estiver calma, e se estiver chateada falo ainda mais baixo para que não me ouças a bravejar, a dizer aquilo que não quero.
 Nem sempre te vou dizer que está tudo bem, mas também nem sempre te vou dizer o porque de estar mal ou o quê que está mal.
 Nem sempre me vais ver a sorrir, porque as vezes não me apetece, mas também não me vais ver a chorar quando estiver triste não é por ser insensível, é por não saber chorar diante quem me faz feliz.
 Nem sempre me vai apetecer sair contigo, estar contigo da forma que queres. Não é por não gostar de ti, é por não saber o que quero e por vezes é por medo de me apegar demasiado.
 Nem sempre vou estar por perto, mas é certo que para onde quer que eu vá, sempre te vou levar no meu pensamento e no meu coração.
 Nem sempre vou dizer palavras bonitas que bem mereces, nem sempre vou dizer aquilo que queres ouvir.
 Nem sempre vou ser a mesma, porque o tempo molda-me a cada passo que dou, a cada defeito ou qualidade que acabo por conhecer.
 Nem sempre te vou tratar bem, nem sempre vou ter cuidado com a construção das palavras.
 Nem sempre vou estar de bom humor, mas vou sempre tentar esboçar um sorriso, antes que o meu sorriso seja apagado com a tua partida.
Vai haver dias em que vou ficar em silêncio, somente a olhar para ti, a captar cada traço teu, a marcar cada expressão tua.
Sei que um dia vais mudar de vida, e que não me vais incluir nela. Mas quero que saibas que sempre serás importante pra mim, e que sempre vais ficar tatuado no meu coração. 


[Só me falas de amores], "O que devia dizer-te", Cryslove 24/07/12

"Eis a tua resposta"

                                 


                            “Eis a resposta!”

Um dia perguntaste como é que não sabes o que sentes por mim?! E eu confusa, perdida não sabia bem o que responder, na verdade cá dentro eu sei bem o que sinto, mas combato todos os dias contra isso, porque eu sei que não vai dar em nada e depois acabaremos por nos afastar e eu não quero isso.
O que nos temos é tão bom, que nem eu sei explicar, é primeira vez que vivo algo assim, se contasse ao mundo diriam que eu gosto de “restos” ou que não tenho amor-próprio, mas eu tenho amor-próprio, e o que eu estou a viver não são restos, é um pedaço de história que ambos estamos a construir em cima de uma base de confiança e respeito. 
Nos damos mais um ao outro do que a maioria dos casais que se dizem namorados, nos somos claros como a água, não escondemos nada um do outro, sabemos ser amigos e amantes, sabemos escutar e engolir por vezes.
Gostava de saber o que nós temos, é tão diferente mas é tão bom…
E lá estou eu novamente a fugir da verdadeira questão, o que será que eu tanto temo, o que será que me impede de aceitar a felicidade, talvez é porque já saiba que isto não tem pernas para andar, tu és diferente, tu queres assentar, mas não é comigo e talvez seja culpa minha que sempre te disse para não te apaixonares por mim, porque eu não posso dar-te mais do que umas horas, mais do que uns bons momentos, e de lindas mensagens. Tu mereces e precisas de uma mulher que te consiga acompanhar, que não tenha medos nem restrições.
Sim, eu sou completamente apaixonada por ti, cada dia que passa apaixono-me mais por ti, adoro tudo o que me dás, mas odeio o silêncio que as vezes me impões, as vezes fazes me crer que estas farto de mim, que eu não passo de bons momentos.
Sim, eu gosto mesmo, mas mesmo de ti. Em relação a ti não sei, talvez um dia te pergunte, talvez um dia sintas necessidade de o dizer.
Se as palavras enchessem a minha boca para dizer o que sinto, o que quero e o que sou capaz de fazer por ti, tu neste momento serias meu, não irias querer mais ninguém. Mas eu não quero que sejas só meu, melhor dizendo quero mas não posso.
Quero continuar a ter o prazer de ter ao meu lado, nu ou vestido, quero ter o prazer de continuar a ouvir-te falar, respirar bem perto dos meus ouvidos.
O que nós temos ninguém irá compreender, mas também nem quero saber se entendem ou não, a mim tanto me faz se nos amam ou nos odeiam por sermos como somos.
A única coisa que eu temo é desiludir-te com as minhas indecisões, com os medos me atormentam e não me largam.
Mas prefiro tudo isto esquecer, e reescrever o meu novo caminho, caminho que só eu irei trilhar.

Desabafo, “Eis a resposta”, 27 de julho de 2012

"Como entender os homens" Part 1

                            Como entender os homens” Part 1



Hoje decidi falar em favor dos homens, ou seja mostrar alguns erros que as mulheres comentem por não querer pensar muito nas suas atitudes, por não pensar antes de falar ou agir por isso vou deixar aqui umas dicas e pensem bem nisso.



ð Os homens não são insensíveis, as mulheres é que normalmente são demasiado sensíveis. Não estou a dizer que “temos” de ser insensíveis, somente não há necessidade de dramatizar sobre tudo;

ð Porque vos incomoda tanto que os vossos homens tenham amigas? Vocês também têm amigos, e por fazemos agimos de má índole escondendo o facto que temos amigos so para puder censura-los. Isso é errado, antes de tu apareceres na vida dele, ele tinha amigas;

ð  Porque que tem de mostrar ciúmes so porque ele olhou para uma “boazuda “ na rua que eventualmente nem conhece?? Se pensares bem é contigo que ele está e não com a outra, ou seja tu tens o que ela não tem;

ð Porque que vocês tentam moldar os homens aos vossos caprichos? Porque que vocês tentam mudar os homens se vocês não querem ser mudadas? Quando vocês se apaixonaram por eles, apaixonaram-se por ele ser o que é, por ser do jeito que é, seja desorganizado, desorientado, mendigo etc… Aprende a amar o outro por aquilo que ele é, não porque aquilo em que lhe queres transformar;

ð Lá porque os últimos dois vos traíram não quer dizer que ele vá fazer o mesmo. Os homens não são todos iguais, há cabrõs e há Homens, por isso não comparem e não fiquem á espera que todos façam o mesmo;

ð Outra dica para quê reclamar quando eles passam o dia todo a jogar play?? Oiçam isto se ele está a jogar, não está na rua a emborcar ou a espalhar charme as outras mulheres, enquanto eles estão a jogar, vocês sabem onde ele está e com quem está, e o telemóvel eles nem vão querer saber porque tem a play; E até digo mais arranjem mais um comando e joguem com ele;

ð Deixem os ver futebol, não os incomodem com coisas mesquinhas so pra terem atenção, façam melhor sentem-se com eles e vejam futebol mas caladas lool;

ð Os homens também lavam a loiça e passam a ferro desde que vocês saibam pedir, impingir so vai fazer com que não façam nada;



...Bem poderia muito mais, mas por hoje ficamos só com estes pontos que vai ajudar a evitar certos dramas e discussões...  

Dicas da Cryslove, “Como entender os homens” 24 de julho de 2012

"Odeio o silêncio"



                            "Odeio o silêncio"

         Colhi todas as pétalas que deixaste pelo caminho para que te encontrasse, e agora momentaneamente as pétalas se perderam como um olhar esfíngico pelas sombras do imenso vazio que deixaste por não saber de ti, e nem tenho como saber. Quero-te procurar, mas não sei se estás só, ou se tens alguém. Sei que aceitei, mas não quer dizer que não tema ser surpreendida por algo que pode acontecer ( e que eu sei que vai acontecer).
Quero tanto que me digas um “oi”, ou que digas vai á “merda” em vez de ter o teu silêncio que nem sei o que quer dizer, não sei se quer dizer que me esqueceste, que já seguiste em frente, ou que eu fui um mero acaso.
Estou farta destes saluços que me impedem de falar e de te dizer o que tanto quero dizer mas que o meu coração também impede de o fazer.
Fui contra todos os meus sonhos e hábitos para te ter ao meu lado, não estou a espera que agradeças o que me pagues por ter feito algo que eu quis fazer sem qualquer obrigatoriedade, não quero que me dês algo que não queiras dar, não quero que te sintas obrigado a dar-me amor só porque te dou tudo de mim.
Gosto do que me tornei, mas não sei até quando vou aguentar assim, se eu quero muito mais de ti, se quero mais do que um momento, uma cumplicidade, ou um esconderijo. Mas antes que isso aconteça quero dar-te tudo de mim, para que mais tarde te lembres de mim com um sorriso no olhar.
Até lá so me resta esperar, ligar a ver se tenho um sinal teu ou não.

Desabafos do coração, Cryslove 29 de julho de 2012

Desabafooo!!






Em cada tela que pintei senti a falta de um traço teu, a cada erro que cometi foi uma tela reinventada cheio de traços nus a procura de cor para a alimentar, para a fazer renascer. Foi ai que te encontrei a ti, dei-te tão pouco porque não me inspiravas confiança, eu pensava que só me querias usar, mas com o tempo foste-me conquistando foste mostrando a beleza que és, e mostraste-me que havia feito falsos juízos em relação a ti. Os campos cinzentos da minha tela, tornam-se campos vermelhos cheios de rosas, mas com a minha estupidez perdi-te deixei-te ir sem dizer que gostava de ti, mas só o disse quando me disseste que tinhas encontrado o teu caminho, que tinhas encontrado alguém que te fazia feliz, tive de aceitar. Porque a tua felicidade era a minha felicidade também, mas perdi-te em mensagens, em momentos, quer dizer não perdi, até porque procurei, mas não me deixaste encontrar-te.
Esqueci-te para não me magoar mais com pensamentos e tu voltaste querido, fofo, alguém com quem partilhei bons momentos, o que pensei que esqueci, encontra-se bem vivo dentro de mim.
Só te peço que não desapareças, porque gosto de saber de ti, não me dês silêncio porque eu não consigo viver com o teu silêncio, o teu silêncio magoa-me, porque nunca sei o que quer dizer.

Desabafos do coração, cryslove 22 de Julho de 2012

You're my soul(mate)




Es o dono da minha linha
O herdeiro da minha coroa
Não sou uma rainha,
mas sou capaz de fazer de ti meu rei.
Eu não sei o que te dei
Nem sei como te conquistei,
Mas sei que hoje ao teu lado eu quero estar,
Para um sorriso te dar,
Para um abraço dar-te quando não tiveres mais nada para te agarrar.
Não sei o que fiz para te ter
Muito menos para te merecer,
Mas um dia ei-de perceber,
O porque de tanto me quereres.
Eu quero-te,
Eu desejo-te.
Gosto de ti,
Gosto do teu jeito,
Gosto da tua mania,
Gosto da tua sinceridade.
E enquanto puder, é contigo que eu quero estar.


Só me falas de amores,"You're my soul",22 de julho de 2012
Cryslove




Perdi-me em ti

                                                                                            És o meu pecado!!!

Perdi-me em ti,

No dia em que te conheci,
Desde então não tenho vivido sem ti.
Perco-me na tua voz
Que já se encontra em mim tatuada…
O que sinto,
É tão distinto do que já senti.
Mas eu não minto,
Quando digo que te quero aqui assim,
Assim como tu és,
Assim como sempre te deste a conhecer.
Quero-te assim,
Bem perto de mim.
Tu enfeitiçaste-me com o teu jeito,
Com os teus beijos,
Com o teu olhar, com o teu toque,
Com a tua amizade e sinceridade.
Tu enfeitiçaste-me com os teus medos
Medo de não seres suficientemente perfeito (pra mim)
Tudo em ti é perfeição,
Tudo em ti é um ritmo de uma canção.
Talvez ainda denegue o que os meus olhos vêem,
E o que o meu coração sente,
Mas não me iludo com sons,
Com ensejos,
Com palavras de aconchego,
As atitudes contam, e a tua é que me prende a ti.
Deixas-me fraca, sem jeito,
Tímida e envergonhada.
Adoro o que nós temos.
Se contasse a alguém ninguém ia entender,
Mas também não faço tenções de dizer.
O que nós temos é diferente, é quente, é nosso.


Só me falas de amores, “Perdi-me em ti”, 22 de julho de 2012
Cryslove

Voltei...




Bons dias meus queridos e assíduos leitores, obrigado a todos que me enviaram uma mensagem dando me força pra voltar a escrever. Depois de uns longos dois meses, creio estar de volta, ainda hoje mesmo ei de publicar um novo poema.
Obrigado mesmo pelo vosso apoio, sem vocês não faria sentido eu escrever.
Obrigado e até logo meus amores =)

Sem inspiração






Boas tardes meus amores!

Minha gente, meus queridos e atentos leitores.
Venho dizer-vos que vou ausentar-me por uns tempos, ou seja, não haverão publicações novas, porque entrei numa fase em que a inspiração tornou-se nula, não consigo escrever mesmo com o desejo de o fazer, não consigo explicar o que vai dentro de mim, infelizmente.
E por isso decidi parar, para não entrar em depressão por não conseguir fazer o que mais gosto, espero que este afastamento não seja muito tempo, que seja uma coisa breve e passageira.
E um enorme obrigado a todos aqueles que se prontificam a comentar os meus poemas e a dizerem o que realmente sentem.

Obrigado pelo vosso apoio.

Um grande beijo da Crys Love e um até já! 

"Desejo ardente" Poema de Marquês De Sade




Desejo Ardente

Seu corpo alvo quero em minha cama.
E dentro de ti arder em prazer.
Ouvindo sua voz enquanto me chama.
E lhe possuindo fazer-te gemer

Entre suas coxas perder-me inteiro.
Do suco de sua fonte vou me embriagar.
Sem pressa nenhuma sugar-te primeiro,
Antes de em gozo juntos estourar.

Tão bela de bruços em meu leito deitada,
misteriosa caverna eu vou explorar.
Então abraçar-te estando prostrada,
após teu botão eu deflorar.

Então em meu corpo sentir sua boca,
quando entre minhas pernas vem explorar.
Sugando e  lambendo estando tão louca,
ao sentir o meu gozo sua boca inundar.

Marquês de Sade

"Desejo que ardes em mim"




Cobre me o corpo nu com o teu corpo
Tira-me o ar não por sufoco
Mas sim, por prazer.
Faz-me contorcer,
Faz-me querer fugir, não de medo
Mas por não aguentar tanto desejo.
Tapa a minha boca com o teu desejo,
Deixa-me respirar quando achares certo,
Deixa-me aumentar o teu desejo ao ponto de implorares,
“Deixa-me entrar em ti”,
E mostrar o fogo que vai em mim.
Sente o meu corpo a derreter,
Só por te ouvir a gemer,
Cada vez que os meus lábios sentem o teu desejo,
E que fazem-te verter o néctar dos deuses.
Deixa-me cega, deixa-me torturar-te
Deixa-me incendiar-te
Para no fim apagares o fogo em mim
Aqui, ali, aonde quiseres…
Usa e abusa, porque hoje eu sou tua,
Tatua no meu corpo que eu sou tua.

Poemas eróticos da Cryslove, 31 De Maio De 2012

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger